Jovem que matou adolescente de 14 anos no DF é preso novamente

14 de setembro de 2022

Vandir Correia Silva confessou crime, mas foi solto após audiência de custódia. Após novas provas, o MPDFT pediu prisão preventiva

Vandir Correia Silva, 21 anos, investigado por assassinar uma adolescente de 14 anos em Taguatinga foi preso preventivamente nesta quarta-feira (14/9). O homem confessou ter matado Emily Fabrini de Araújo, 14, na terça-feira (12) e chegou a ser preso em flagrante, mas em seguida foi liberado, após audiência de custódia.
Na ocasião, a juíza afirmou que nem o Ministério Público nem a polícia pediram pela prisão preventiva de Vandir, de modo que a legislação “não permite a decretação de prisão preventiva de ofício pelo Juiz e impõe a concessão de liberdade provisória”.

O que aconteceu agora, no entanto, é que a polícia encontrou novas provas e o Ministério Público pediu a prisão preventiva do investigado. “Colhemos novos elementos, encaminhamos ao promotor de Justiça e de imediato ele pediu a prisão preventiva”, afirmou o delegado-chefe da 17ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Norte), Mauro Aguiar.

Entenda por que assassino de adolescente no DF não ficou preso

O crime

Emily foi encontrada morta em uma área dentro da Floresta Nacional, próximo a Taguatinga, no último sábado (10/9). A mãe da adolescente foi avisada ainda durante a madrugada que a menina teria saído para se encontrar com Vandir Correia Silva, 21, irmão de uma vizinha.

Na manhã do dia seguinte, após não encontrar a filha, a mulher procurou a polícia e registrou ocorrência na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga centro). Enquanto efetuava o registro, foi informada por um agente que um homem tinha acabado de confessar o assassinato de uma adolescente cujo endereço era o mesmo de Emily.

Fonte: Metropoles

One thought on “Jovem que matou adolescente de 14 anos no DF é preso novamente

  1. Nely Regina de Oliveira Ribeiro says:

    Olha que triste notícia, essa mãe com o coração despedaçado, até guando vamos chorar por tantas crueldades…Peço à nossas autoridades não soltar esses delinquentes que mata sem piedade, obrigada ao EXPRESSO DF deixar as pessoas expor os sentimentos de revolta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.